Covid-19: Portugal pode chegar ao Natal com 10 mil casos diários e 40 mortes, prevê matemático

Portugal pode chegar ao Natal com 10 mil casos diários por Covid-19 e 40 novas mortes, na ausência de medidas “incisivas” que travem a propagação do vírus.

A previsão foi feita por Carlos Antunes, matemático da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa (FCUL), em declarações à ‘SIC Notícias’.

Segundo o responsável, um infetado está agora a transmitir o vírus a mais do que uma pessoa, fazendo com que a 10 dezembro Portugal possa ter cinco mil novos casos por dia.

A taxa de incidência, que serviu de base para os cálculos, tem rondado os 1,20 casos por 100 mil habitantes. “É uma taxa de incidência muito elevada, que corresponde a uma carga viral circulante extremamente elevada”, refere Carlos Antunes.

Para o matemático, “só medidas mais incisivas na supressão de contactos poderão mitigar o crescimento do número de casos”, defende sublinhando que caso isso não aconteça, para além da subida de casos e mortes, o número de internamentos poderá duplicar para os 1.200 internados em enfermaria e 180 nos cuidados intensivos em meados de dezembro.

“A perda de proteção por parte da vacina tem de ser compensada com medidas não farmacológicas. Só o equilíbrio entre as duas é que nos pode dar o controlo da situação”, afirma o especialista que fixa em 55% a percentagem de população que está mais suscetível a ter infeção sintomática.

Isto acontece, explica Carlos Antunes, porque “nós temos uma vacina que nos dá uma proteção, só que essa proteção está a enfraquecer com o tempo, havendo maior percentagem de população que está suscetível a ser infetada, quando houver contacto”.

Ler Mais


Comentários
Loading...