Covid-19: Novo chanceler da Alemanha defende vacinação obrigatória

O novo chanceler da Alemanha, Olaf Scholz, é a favor da introdução da vacinação obrigatória contra a Covid-19 para todos os alemães já em fevereiro, segundo revelou uma fonte próxima ao jornal ‘Politico’, que garantiu que, após uma reunião de crise esta terça-feira entre o Governo cessante de Angela Merkel e os responsáveis políticos dos estados federais germânicos, Scholz “sinalizou a sua simpatia por essa regulamentação”. A medida teria de ser aprovada pelo Parlamento alemão.

A campanha de vacinação da Alemanha está atrasada em relação a outros países da União Europeia, como Portugal, Espanha, Itália ou Irlanda, com apenas 68,5% da população totalmente vacinada contra a Covid-19. O Partido Social-Democrata de Olaf Scholz e os seus dois parceiros de coligação, os Verdes e os Democratas Livres pró-negócios, apresentaram planos para um mandato limitado de vacinas para saúde e outros trabalhadores essenciais.

No entanto, Scholz, que deve ser eleito chanceler na próxima semana, já enfrenta pressão para impor medidas mais rígidas em meio ao aumento de casos positivos na Alemanha e à disseminação da nova variante Ómicron. A Áustria foi o primeiro país europeu a anunciar a vacinação obrigatória contra a Covid-19, que deve entrar em vigor em fevereiro.



Comentários
Loading...