Covid-19: Já recebeu a vacina? Preste na mesma atenção a estes sintomas, pode estar infetado

Infelizmente, sabemos que estar vacinado contra a Covid-19 não impede que alguém contraia a doença e os sintomas para estas pessoas parecem estar a alterar-se, segundo um especialista espanhol, citado pelo jornal ‘Cadena Ser’.

O imunologista Alfredo Corell, que foi infetado com Covid-19 apesar de ter sido vacinado, diz que os sintomas foram variando ao longo da pandemia, havendo agora novos sinais a ser reportados por aqueles que já tomaram a vacina.

Segundo o responsável, que é também professor da Universidade de Valladolid, em Espanha, o quadro clínico da Covid-19 mudou para os pacientes já vacinados. “A febre já não é o sintoma mais persistente, nem a perda do paladar e do olfato”, explicou.

Por outro lado, acrescentou, “o nariz entupido e a pingar, bem como dor de garganta, dor de cabeça, tosse seca e dor nos pulmões, parecem ser agora os sintomas mais frequentes reportados pelas pessoas vacinadas”.

Esta tendência para a alteração dos sintomas da doença é já visível em alguns estudos. Um desses exemplos é uma pesquisa desenvolvida no Reino Unido, que permitiu ao público reportar os seus sintomas de Covid-19 através de uma aplicação, posteriormente analisada pelos cientistas.

A pesquisa, intitulada ‘Zoe Covid Symptom’ identificou os principais sintomas atuais que surgiram nas últimas semanas, e que aparentemente diferem dependendo se a pessoa foi vacinada e quantas doses tomou.

Também aqui, os sintomas mais reportados pela população que já tomou as duas doses da vacina e entretanto contraiu Covid-19 são semelhantes: dor de cabeça, nariz entupido, espirros e dor de garganta.

O estudo observou ainda que os sintomas “tradicionais” da Covid-19, como perda de olfato, febre e falta de ar, classificaram-se no final da lista, como os menos reportados atualmente, coincidindo com o que explicou o imunologista Alfredo Corell.

Sintomas diferem em função da variante de infeção

Os sintomas da doença podem diferir tendo em conta a variante que causa a infeção. Tim Spector, professor de epidemiologia genética do King’s College London, revelou que a variante delta (indiana) causa sintomas diferentes dos das versões anteriores do vírus.

Especificamente, os sinais estão mais associados a uma gripe comum. Assim, neste caso, os sintomas mais frequentes são: dor de cabeça; dor de garganta; secreções nasais; febre e tosse.

Por outro lado, as demais variantes (Alfa, Beta e Gama) não têm grandes diferenças nos seus quadros clínicos. Assim, os sintomas mais comuns reportados pelos pacientes são: diarreia; conjuntivite; dor de cabeça; perda de olfato ou paladar e erupções cutâneas

Ler Mais




Comentários
Loading...