Covid-19 faz um morto a cada 12 segundos no mundo

A pandemia de Covid-19 causa um morto a cada 12 segundos em todo o mundo. Quem o disse foi o diretor-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, em conferência de imprensa.

Segundo o responsável, metade dos 194 Estados-membros da OMS ainda não alcançaram o objetivo de chegar a 40% da população vacinada no final de 2021, numa altura em que o vírus continua a fazer vítimas.

Na semana passada, uma pessoa morreu a cada 12 segundos no mundo devido à doença e a cada três segundos foram registados 100 novos casos, adiantou Tedros, sublinhando que a Ómicron fez disparar o número de casos, contabilizando-se desde então 80 milhões de novas infeções.

No total, o mundo já ultrapassou a barreira dos 355 milhões de casos de Covid-19, de acordo com os dados oficiais da Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos, que dão conta de 355.407.404 infeções em cerca de 192 países e territórios, a que se juntam 5.606.761 vítimas mortais.

Estados Unidos (EUA), Índia e Brasil são os países mais afetados pela pandemia viral. O primeiro lugar continua a pertencer aos norte-americanos nos dois indicadores. Os restantes situam-se por esta ordem em número de infeções.

Simultaneamente, segundo informações do portal ‘Our World in Data’, a média de mortes global a sete dias, devido à doença, é agora a maior dos últimos quatro meses, chegando a 8.209 óbitos.

A última vez que houve registo de uma média maior foi a 24 de setembro do ano passado, quando os óbitos atingiram a média de 8.358 a sete dias.

Os Estados Unidos são o país líder na média de óbitos na última semana, com 2.188 mortes, segundo a plataforma. O país também está à frente na média de casos conhecidos, com 731.148 infeções.

Em Portugal, registaram-se ontem 32.758 novas infeções com o coronavírus SARS-CoV-2 e mais 44 mortes associadas à covid-19. No total, o nosso país acumula 2.254.583 casos da doença viral, bem como 19.614 mortes.

 

Ler Mais


Comentários
Loading...