Covid-19: Doentes internados nos cuidados intensivos são cada vez mais jovens

João Gouveia, presidente da Comissão de Resposta em Medicina Intensiva para a Covid-19, revela que os doentes agora internados nas unidades de cuidados intensivos (UCI) dos hospitais portugueses, devido à doença viral, são cada vez mais jovens.

“Temos doentes (internados em UCI) desde os 25 anos, com uma idade mais jovem do que tínhamos nas vagas anteriores”, revelou em declarações à ‘Antena 1’.

O responsável indica que a maioria é do sexo masculino, apresenta problemas de obesidade ou diabetes, e não tem a vacinação completa. “Há uma preponderância de indivíduos do sexo masculino, com vários fatores de risco, sendo os principais hipertensão, obesidade e diabetes. Um terço dos doentes já tiveram vacina, mas não têm o esquema completo e estão ainda vulneráveis à doença”, explica.

João Gouveia refere ainda à mesma estação que Lisboa e Vale do Tejo é a região mais pressionada ao nível dos internamentos. “É a região que tem maior pressão”, afirma.

“Há hospitais que já estão a escalar os seus planos de contingência”, indica o especialista sublinhando que “nós não podemos andar atrás da pandemia. Sabemos que ela está a crescer, por isso temos de ter as camas abertas antes de serem necessárias”, reitera.

Por outro lado, ressalva ainda o responsável, “temos todos de funcionar em rede. Não vale a pena hipertrofiar demasiado alguns hospitais, se os outros estão tão perto”, afirma defendendo que “tem de haver uma complementaridade” entre as várias unidades de saúde.

Segundo dados recolhidos pela ‘Antena 1’, no Centro Hospitalar de Lisboa Central,  a média de idades dos internados com Covid-19 é de 51 anos. Aqui inclui-se o Santa Maria, o São José, o Curry Cabral e o Hospital Dona Estefânia. Já no Centro Hospitalar de Lisboa Oriental os doentes hospitalizados têm uma média de 62 anos.

Ler Mais




Comentários
Loading...