Covid-19: Costa admite regresso de algumas medidas face a aumento de casos. “Vamos agir em conformidade” com a gravidade da pandemia, defende o primeiro-ministro

Numa altura em que, devido à subida de casos de Covid-19, se começa a falar na existência de uma sexta vaga da pandemia de coronavírus em Portugal, António Costa não descartou a possibilidade de voltarem a ser implementadas algumas medidas de proteção sanitária.

O primeiro-ministro afirmou que “se for necessário” regressarem algumas medidas, “terão de ser tomadas” pelo Governo. António Costa enfatizou que o seu Executivo vai aplicar a sua estratégia habitual no contexto pandémico: “Conforme a gravidade da pandemia vamos agir em conformidade”, destacou.

Questionado pelos jornalistas em particular pelo regresso dos testes gratuitos à Covid-19, o governante indicou que isso vai acontecer “se for necessário”.

O primeiro-ministro voltou a lembrar que a “pandemia não acabou”. “Como não acabou, temos de continuar a ter cautelas. Eu continuo a usar máscara, a usar o gel desinfetante”, exemplificou.

“Devemos ter as cautelas necessárias”, concluiu António Costa.



Comentários
Loading...