Covid-19: CEO da Moderna diz que reforço da vacina pode ser anual (como acontece com a gripe)

Noubar Afeyan, co-fundador e presidente da Moderna, observou que pode haver uma “necessidade contínua de administrar” todos os anos vacinas de reforço contra a Covid-19, semelhança “do que fazemos com a vacina da gripe”.

Em entrevista a um programa da ‘Fox Business’, o responsável sublinhou que “simplesmente não sabemos como é que este vírus vai passar de uma pandemia a um vírus potencialmente endémico, com o qual temos que nos habituar a conviver”.

“Se for esse o caso, então pode ser preciso um reforço anual, potencialmente a variar de ano a ano ou a cada dois anos, de forma semelhante ao que fazemos com a vacina contra a gripe”, explicou.

 

Afeyan acrescentou ainda: “O reforço dá-nos os anticorpos que são a primeira linha de defesa do nosso corpo, para prevenir ou contra-atacar o vírus que entra no organismo”.

Para além disso, a Moderna anunciou, em setembro, que está a desenvolver uma única vacina que combina uma dose de reforço contra a Covid-19, com sua vacina experimental da gripe.

“Estamos muito entusiasmados há vários meses em anunciar que iremos desenvolver uma vacina contra a gripe sazonal, sobre a qual esperamos ter dados num futuro não muito distante”, disse Afeyan.

O responsável disse também estar “esperançoso de que veremos resultados promissores, para que possamos mostrar uma vacinação robusta e eficaz.”

“Assim que isso acontecer, provavelmente iremos combiná-los para que a vacina sazonal no futuro possa muito bem ser uma combinação de MRNA para a Covid-19, bem como para a gripe sazonal ou qualquer versão de Covid que nos esteja a atacar nós naquela altura”, adiantou ainda Afeyan.

Adicionalmente, acrescentou, “estamos a procurar incluir vacinas adicionais e potencialmente respiratórias em combinação para que pensemos neste tipo de proteção como parte do mundo em que vivemos, coexistindo com vírus cuja ameaça está a aumentar”.

Ler Mais


Comentários
Loading...