Combustíveis: Julho arranca com boas notícias para a carteira dos portugueses. Saiba quanto vai pagar a menos na próxima semana

Julho ‘arranca’ com boas notícias para quem rumar a uma bomba de gasolina: a tendência tanto na gasolina 95 como no gasóleo é de queda dos preços – e neste último, particularmente expressiva: segundo fonte do sector contactada pela Multinews, nas principais petrolíferas nacionais “a orientação é para uma descida do preço do gasóleo em até 8 cêntimos por litro. No mesmo sentido, a gasolina deverá ficar 2 cêntimos mais barata”.

Também nos postos de marca própria – que normalmente funcionam junto aos hipermercados – é replicada a tendência e reportam “uma descida de 0,0128 euros na gasolina e de 0,0725 euros no gasóleo”, adiantou outra fonte.

Desde o início do ano, esta foi a sétima descida da gasolina, apesar de se terem registado já 19 semanas de subida. No que diz respeito ao gasóleo, cumpriu a sua oitava descida desde janeiro, ‘contrariada’ no entanto pelas 17 subidas em 2022. Neste período, o preço do gasóleo valorizou 39 cêntimos por litro enquanto o da gasolina ficou 49 cêntimos mais caro.

Isto quer dizer que encher um depósito de 60 litros de gasóleo custa mais 23,4 euros do que em janeiro. Já para atestar um depósito de gasolina são precisos mais 29,4 euros do que na primeira semana do ano. Recorde os valores dos combustíveis no virar do ano: 1,501 euros para o gasóleo e 1,665 euros para a gasolina.

Esta segunda-feira, e tendo em conta a quebra anunciada, a fatura para atestar um depósito de 60 litros de gasóleo vai fazê-lo poupar 4,8 euros. Já se encher um depósito a gasolina vai poupar 1,2 cêntimos.

Os dados da Direção Geral de Energia e Geologia (DGEG) mostram que o preço médio do litro do gasóleo simples em Portugal custa atualmente 2,062 euros por litro, enquanto o da gasolina simples 95 vale 2,101 euros. O mais recente boletim sobre combustíveis da Comissão Europeia indica que Portugal tem a 10ª gasolina 95 mais cara dos 27 países da União Europeia. Já o gasóleo ocupa a 12ª posição do ranking europeu.

Governo renova medidas de mitigação do aumento do preço dos combustíveis para julho e agosto

Ler Mais


Comentários
Loading...