Combustíveis: Governo não mexe nos descontos do ISP. Saiba quanto vai pagar para encher o depósito

As taxas unitárias do ISP vão permanecer inalteradas, mantendo-se a aplicação dos descontos atualmente em vigor, garantiu esta sexta-feira o Ministério das Finanças, em comunicado. A situação será reavaliada em 20 de maio, adiantou o Governo.

“Desta forma, durante a próxima semana, o alívio global da carga fiscal sobre os combustíveis por via das duas medidas em vigor – mecanismo semanal de revisão de ISP e redução das taxas unitárias deste imposto para o equivalente a uma taxa de IVA de 13% – continuará a totalizar 21,5 cêntimos por litro de gasóleo e 22,5 cêntimos por litro de gasolina”, pôde ler-se.

“No âmbito da revisão semanal do mecanismo de atualização do ISP, que assegura a devolução da eventual receita extraordinária do IVA face à perspetiva de evolução dos preços, a situação será reavaliada na próxima sexta-feira, dia 20 de maio”, finalizou.

Os preços dos combustíveis vão seguir direções opostas na próxima semana: Segundo fonte do sector contactada pela Multinews, nas principais petrolíferas nacionais, “a orientação será para uma subida do preço da gasolina em três cêntimos por litro. Em sentido inverso, o gasóleo deverá ficar seis cêntimos mais barato.”

Os postos de marca própria – que normalmente funcionam junto aos hipermercados – seguem a tendência e reportam “uma subida de 0,0337 euros na gasolina e uma redução de 0,0634 euros no gasóleo”, adiantou outra  fonte.

Tendo em conta as descidas anunciadas, a fatura para atestar um depósito de 60 litros de combustível vai ficar cerca de quatro euros mais barata a partir de segunda-feira. Já para encher um depósito a gasolina vão ser precisos mais 2,5 euros.

Os dados da Direção Geral de Energia e Geologia (DGEG) mostram que o preço médio do litro do gasóleo simples em Portugal custa atualmente 1,841 euros por litro, enquanto que o da gasolina simples 95 vale 1,923 euros

Ler Mais


Comentários
Loading...