China acaba com limites ao investimento estrangeiro automóvel

A China vai abrir o sector automóvel, permitindo que os grupos estrangeiros possam deter a maioria do capital das joint-ventures que têm no país, com parceiros locais. É o ponto final a limites à participação de acionistas não-chinesses, que vigora há cerca de duas décadas.

Foto: Dongfeng PSA
A fábrica chinesa da Dongfeng Peugeot Citroen.

As restrições para a produção de veículos comerciais serão eliminadas em 2020 e os veículos de passageiros dois anos depois, aliviando as tensões comerciais entre a China e os EUA e facilitado o investimento estrangeiro no país.

A China responde por cerca de metade das vendas do Grupo Volkswagen e é também o principal mercado para a Mercedes-Benz, Audi e BMW. A Volkswagen e a General Motors já anunciaram que apesar das novas regras não tencionam mexer nas joint-ventures que têm na China.

 



Notícias relacionadas
Comentários
Loading...