Canal alemão expõe fraude com venda de fruta na Madeira. Câmara do Funchal já abriu inquérito

Um documentário alemão expôs um esquema de fraude com venda de fruta no Mercado dos Lavradores, na ilha da Madeira, levando a Câmara Municipal do Funchal a abrir um inquérito de averiguações.

O esquema foi revelado através de um documentário que faz parte da série ‘Achtung Abzocke’, que significa “Cuidado com as Fraudes” e tem como objetivo alertar os turistas alemães para burlas e outras práticas irregulares, nos sítios mais frequentados pelos mesmos

Neste episódio, o jornalista Peter Giesel visitou o Mercado dos Lavradores e retratou as abordagens de que os turistas são alvo por parte de alguns vendedores, que oferecem fruta com açúcar a provar para, depois, cobrarem preços exorbitantes.

Estamos a falar de um saco pequeno de fruta típica madeirense, que alguns comerciantes cobram a 85,71 euros, quando do outro lado da rua, numa frutaria tradicional, o mesmo saco não custa mais de 10 euros.

Mas os enganos não ficam por aqui. O jornalista constatou que a fruta comprada no Mercado dos Lavradores afinal não é assim tão doce, uma vez que os vendedores colocam açúcar nos pedaços dados a provar, para que estes pareçam melhores do que são na verdade.

Por conta desta situação, a Câmara Municipal do Funchal anunciou a abertura de um inquérito de averiguações, sublinhando em comunicado que a fiscalização da adulteração de fruta e da prática de preços inflacionados é competência da Autoridade Regional das Atividades Económicas (ARAE).

Segundo a autarquia, a Divisão de Mercados tem vindo a reportar todas as queixas que tem recebido neste âmbito. “Uma vez que as situações reportadas têm sido, infelizmente, recorrentes, a CMF vai então desencadear um processo de averiguação interno para apurar estes casos até às últimas consequências, o que poderá resultar em coima ou na perda do direito de concessão dos espaços presentemente atribuídos”, anunciou.

Ler Mais




Comentários
Loading...