‘Anonymous’ expõe 10 GB de dados da Nestlé e já faz mira ao Leroy Merlin, Auchan e Decathlon por continuarem a operar na Rússia

O grupo de hackers ‘Anonymous’ disponibilizou um banco de dados de 10 gigabytes da gigante suíça de alimentos e bebidas Nestlé, segundo revelou esta terça-feira no Twitter – constatou-se que se trata de um pacote de informação sobre aproximadamente 100 mil clientes empresariais do gigante do sector da alimentação.

A Nestlé é uma das marcas globais que continua a fazer negócios na Federação Russa, apesar da invasão russa da Ucrânia. A empresa de alimentos não pretende retirar-se da Rússia apesar das duras críticas dos consumidores de todo o mundo e das autoridades ucranianas – numa lista no qual constam ainda o Leroy Merlin, Auchan e Decathlon, que os ‘Anonymous’ já têm em mira.

O grupo de hackers pediu um boicote total aos produtos da Nestlé depois da empresa suíça ter garantido que continuaria a fornecer bens essenciais à Rússia, apesar da crescente pressão dos concorrentes para cortar os laços – anunciou no início deste mês que iria suspender todas as exportações dos seus produtos da Rússia, exceto itens essenciais, como comida de bebé. A Nestlé defendeu a sua decisão alegando que não iria lucrar com as suas operações em solo russo.

Além da empresa suíça, diversas empresas russas e a televisão estatal bielorrussa também foram alvos do ataque cibernético dos ‘Anonymous’, que apontaram a mira para bancos de dados do Governo russo, o sector ferroviário, a agência espacial e a indústria siderúrgica.

Ler Mais



loading...
Notícias relacionadas