Aliado de Putin critica máquina de guerra russa após perda de território na Ucrânia

Para Ramzan Kadyrov, o líder da República sul russa da Tchechénia, “a perda do bastião de Lyman coloca as partes ocidentais da região de Luhansk sob ameaça”.

O responsável considera ainda que” o nepotismo no exército não levará a nada de bom”, acrescentando que “o comandante das forças russas na área deve ser despojado das suas medalhas e enviado para a linha da frente com uma arma para lavar sua vergonha com sangue”.

Kadyrov, que apoia a guerra e chegou a enviar unidades tchechenas para o terreno, disse que as suas críticas refletiam “a amarga verdade sobre as forças de combate russas” que, “permitiu que mediocridades sem talento dececionem o país”.

As críticas públicas à atuação russa na guerra revelam o nível de frustração dentro da elite de Vladimir.

Mais de sete meses depois do início da guerra, os objetivos de mais básicos da Rússia estão longe de serem alcançados.

Esta segunda-feira, um funcionário russo confirmou avanços ucranianos ao longo da margem oeste do rio Dnipro, na região de Kherson, a sul da Ucrânia, uma das quatro regiões que o presidente russo afirmou ter anexado, na semana passada.

Ler Mais



loading...

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.