A pensar comprar um carro? Estes são os veículos mais ecológicos do mercado

Se estiver à procura de um carro elétrico, a GrenNCAP veio, esta segunda-feira, dar uma ajuda na sua escolha ao avaliar diversas propostas da indústria automóvel sobre os veículos mais amigos do ambiente para 2021. Os testes, feitos com independência em relação aos fabricantes, foram realizados em veículos com entre 2 e 3 mil quilómetros de rodagem, a maioria deles vindos de agências de aluguer de carros, e distinguiu cinco modelos pela sua mais-valia ambiental.

O estudo premeia, com classificação máxima de cinco estrelas, o Lexus UX 300e e o Nissan LEAF, seguidos do Renault CAPTUR E-TECH e o Volkswagen Golf 8 GTE, com três estrelas e meia, e a fechar, o único carro com motor de combustão pura do lote – o Audi A3 Sportback 35 TDI, creditado com três estrelas.

As medições são bastante complexas mas abordam um aspeto crucial: a diferença entre a homologação oficial concedida aos veículos novos e os valores reais de consumo, eficiência e emissões de gases com efeito de estufa durante a circulação real do veículo. Assim, com uma mistura de medições no frio, em rodovias ou em condições de temperatura máxima, entre a estrada e o laboratório os veículos são avaliados.

As notas específicas são divididas em três aspetos: emissões de partículas para a atmosfera, eficiência energética e emissões de gases de efeito estufa. A classificação por estrelas para híbridos plug-in (PHEV) leva em consideração as emissões poluentes, a eficiência energética e os gases de efeito estufa em dois modos de condução: principalmente usando o motor de combustão e quando a bateria é a principal fonte de energia.

Até agora, o Green NCAP avalia os carros apenas tendo por base as emissões do escape, portanto os carros elétricos – que não emitem gases – têm uma vantagem inicial aos demais. Tanto o Nissan quanto o Lexus aproveitaram ao máximo para alcançar a melhor classificação de estrelas, com base no desempenho combinado em ar limpo, emissões de gases de efeito estufa e eficiência energética. Somente neste último, esses EVs perdem uma fração de ponto, devido à energia usada para aquecer o interior do veículo no teste de ambiente frio, conduzido a -7 graus centígrados. Foi também medido um ‘driving range’ consideravelmente inferior ao reivindicado pela Lexus.

A seguir, os dois PHEVs – Golf 8 GTE e o CAPTUR E-TECH Plug-in 160 -, com um resultado de três estrelas e meia cada, que apresentaram um melhor desempenho quando a bateria é regularmente carregada, apresentando ambos um pós-tratamento de escape eficiente que mantêm as emissões baixas, mesmo quando funcionam com gasolina.

Por último, o Audi A3 Sportback 35 TDI, com motor diesel, que pontuou muito bem na categoria Ar Limpo e em Eficiência Energética, mas é prejudicado pelo desempenho medíocre na redução de gases de efeito estufa. No entanto, uma classificação de três estrelas Green NCAP é um desempenho sólido para um carro tradicional movido a diesel.

O único que atinge 10 nas três parcelas analisadas em 2021 é o Fiat 500 e, o urbano com motor elétrico de 87 kW e bateria de 42,0 kWh. Quanto menor o peso, maior a eficiência mas a vantagem nesta seção entre alguns carros movidos a bateria é de apenas alguns décimos.

Apenas um décimo separa o Nissan Leaf e o Lexus UX 300e do utilitário italiano. A sua eficiência de 9,9 torna-o um carro 100% ecológico, de acordo com GreenNCAP. Tendo em conta o seu maior peso e desempenho superior, o Lexus UX 300e Automático seria o verdadeiro líder da tabela, com o ‘dez’ em emissões e um 9,7 em eficiência energética, onde também cai devido ao seu maior custo em ambientes frios.

Voltando a este ano, os últimos testes encontraram apenas um carro digno da notável alta ou quatro estrelas do GreenNCAP: o Toyota Prius Plug In 4×2 CVT. Este plug-in híbrido ou PHEV atinge excelentes 8,3 em eficiência energética e combina esta nota com 6 em ‘ar limpo’ ou emissão de partículas e com 7 em emissões de efeito estufa.

Ler Mais


Comentários
Loading...