A eterna paixão: Ensaiar um Golf eHybrid é … ensaiar um Golf! Basta isto!

Por Jorge KM Farromba

O VW Golf entrou nas nossas vidas assim como o 911 da Porsche, o Audi Quattro, o Delta Integrale, o 190D, entre outros. São automóveis que marcaram uma geração e que nenhuma marca ousa perder esse legado.

Por isso mesmo ensaiar um Golf é testar um automóvel robusto, com provas dadas, com uma estética quase sempre igual (embora preferisse a imagem inicial da marca). Um valor seguro! Onde sabemos que a qualidade de construção, dos materiais, é acima da média.

Mas também sei que é um modelo consensual, que serve os jovens e os menos jovens, que se adaptou aos tempos sem perder a originalidade. Podia a marca ser mais ousada? Podia! Mas será que mantinha a identidade?

O tablier continua a ser minimalista e completo; com qualidade e muitos materiais moles; com um ecrã central intuitivo, mas que requer aprendizagem, principalmente com os botões sensitivos.

Sentamo-nos ao volante e parece que o carro foi tailor-made. Encaixamos nos bancos confortáveis e envolventes, o volante está mesmo ali com a pega e espessura correta. Enfim, é um GOLF!

Com estes 204cv é lícito pensar que andamos rápido e é verdade. Mas, tal como qualquer GOLF – e tive um – a competência do chassis, a eficácia das suspensões, o comportamento de elevado nível, corroborado por um conforto alemão fazem dele companheiro ideal para longas viagens… Este é daqueles modelos que cresceram connosco e que, qual vinho do porto, foram melhorando, num produto que, na sua génese já era bom.

Preço final: O eHybrid possui um motor 1.4 a gasolina com 150cv e um elétrico de 109 cv que combinados possuem 204 cv e que lhe garante menores consumos e uma autonomia elétrica até 50km com um pvp de 42.000€.

Ler Mais


Comentários
Loading...