66% do país está em seca extrema. “Temos de nos habituar a viver com menos água”, diz ministro

66% do país está em seca extrema e a chuva prevista para os próximos dias “não é suficiente” para alterar a situação de seca que o país vive, adiantou Maria do Céu Antunes, ministra da Agricultura, na 9.ª Reunião da Comissão Permanente de Prevenção, Monitorização e Acompanhamento dos Efeitos da Seca, que decorreu esta terça-feira.

Segundo a ministra, das 44 albufeiras monitorizadas, 37 “apresentam níveis de armazenamento que asseguram campanha de rega para 2022”, no entanto, “há sete albufeiras (no Norte e no Alentejo) que apresentam, limitações”, sublinhou.

Os valores apresentados pela ministra exigem “um acompanhamento muito pormenorizado” com a continuação das subcomissões de âmbito regional para discussão de medidas, afirmou na mesma ocasião Duarte Cordeiro, ministro do Ambiente e da Ação Climática.

“Desde 1 de fevereiro foram tomadas cerca de 78 medidas nacionais e regionais”, refere o ministro, anunciando, esta terça-feira, mais 28, juntando às 50 que já estavam em vigor.

O ministro do Ambiente prevê um aumento do consumo de água no verão e alerta que é preciso um uso eficiente “para que não sejam aplicadas mais medidas de restrição de utilização”. Reconhecendo que a água é um “bem escasso”, Duarte Cordeiro apela à “utilização razoável”.

Segundo o ministro, “temos realmente que nos habituar a viver com menos água, e isto é válido para todos os portugueses”, numa altura em que o aquecimento global levanta cada vez mais ameaças aos sistemas naturais e às sociedades humanas que deles dependem.

Duarte Cordeiro anunciou que, até 30 de setembro, o Governo fará reuniões mensais de acompanhamento da situação da seca em Portugal.

O ministro do Ambiente anunciou também uma parceria com Espanha, com reuniões regulares de acompanhamento da situação hidrometeorológica de ambos os territórios. “Vamos ter uma reunião, no final deste mês, em Lisboa, para averiguar o cumprimento das responsabilidades de cada um”, explicou.

A par disso, Duarte Cordeiro revelou ainda que, a partir do próximo mês de julho, Portugal vai passar a realizar campanhas de sensibilização para o uso consciente de água. Agora, já existem campanhas nas regiões com maior incidência de seca.

Ler Mais


Comentários
Loading...