Volvo aponta aos condutores vegan com carros sem pele animal

A fabricante sueca Volvo está de olho nas novas tendências e nas novas exigências por parte dos condutores. Atenta também à saúde do Planeta, a empresa decidiu pôr fim à utilização de couro nos seus veículos: até 2030, todos os novos modelos da Volvo não terão componentes com pele animal.

«Temos uma nova geração de clientes a chegar, eles estão muito mais interessados nos produtos que compram e no facto de terem uma história ética por detrás», comenta Robin Page, head of Design da Volvo, em declarações à Reuters. Segundo o mesmo responsável, esta nova geração quer compreender a origem dos materiais.

A nova meta coincide ainda com outro objetivo traçado pela Volvo e que passa por ter uma frota exclusivamente elétrica até 2030. No mesmo ano em que todos os modelos da fabricante sueca serão alimentados a eletricidade, também todos os veículos serão vegan.

Para já, o C40 Recharge é o primeiro modelo a excluir o couro da equação. Em alternativa, a Volvo está a explorar materiais como o Nordico, feito a partir de rolhas recicladas e garrafas de plástico, por exemplo. De acordo com o responsável pelo Design da marca, este material apresenta a mesma suavidade e calor que a pele providencia.

«Para alguém que adora couro mas tem noção dos efeitos negativos que tem no ambiente, esta é uma boa forma e moderna de captar as suas propriedades», adianta à mesma agência noticiosa, sublinhando que é «o material certo para o futuro».

A Volvo também pretende usar poliéster reciclado como estratégia para reduzir a pegada de carbono, bem como linho produzido na Suécia. A origem dos materiais, além das suas características, é outra das preocupações dos consumidores e, consequentemente, da empresa.

Ler Mais


Comentários
Loading...