Quais os países da Europa onde os veículos a bateria estão a crescer mais?

Na Europa, a quota média de mercado de veículos plug-in mais do que triplicou no ano passado, de 3,6% em 2019 para 11,4% em 2020. Existem pelo menos duas razões para isso: em primeiro lugar o mais óbvio – um aumento sem precedentes das vendas deste tipo de veículos; em segundo, a razão oposta – o decréscimo acentuado das vendas de carros a combustão.

Mas quais foram os países a alavancar de forma tão significativa este mercado? De acordo com os dados de 2020 da Associação Europeia de Fabricantes de Automóveis, que incluem os países da União Europeia (com algumas exceções), o Reino Unido, a Noruega, a Suíça e a Islândia, num total de 29 países, a maior quota de mercado é registada na Noruega, com 74,8%. Seguem-se a Islândia (45%), a Suécia (32,3%), a Holanda (24,9%) e a Finlândia (18,1%). Portugal surge na oitava posição, com 13,5%.

Estes dados englobam todos os veículos eletrificados. Se olharmos apenas para os veículos 100% elétricos, verificamos que a Noruega (54,3%) e a Islândia (25,2%) continuam a ser os países com maiores quotas de mercados. Seguem-se a Holanda (20,4%), a Suécia (9,6%) e a Suíça (8,3%). Já Portugal, aparece na 12ª posição, com 5,4%.

Ao analisarmos apenas os veículos híbridos, a Suécia escala no top 5 até ao primeiro lugar com 22,6%, seguida da Noruega (20,4%), Islândia (19,8%), Finlândia (13,7%) e Dinamarca (9,2%). Portugal aparece logo a seguir, na sexta posição, com uma quota de mercado de híbridos de 8,2%.





Notícias relacionadas
Comentários
Loading...