Mercedes apresenta o seu novo modelo elétrico EQS

Está apresentado o novo EQSa primeira limousine de luxo totalmente elétrica da Mercedes. Este é o primeiro modelo da marca alemã a receber a arquitetura modular dos veículos elétricos dos segmentos de luxo e executivo. Ao combinar tecnologia, design, funcionalidade e conectividade, o EQS apela quer a condutores quer passageiros. As primeiras versões do modelo lançadas no mercado serão o EQS 450+ com 245 kW (329 cv) de potência, e o EQS 580 4MATIC com 385 kW (516 cv) de potência. A autonomia poderá chegar aos 770 km. 

Ambas as versões têm uma velocidade máxima anunciada de 210 km/h, mas há diferenças no que diz respeito às prestações. O EQS 450+ acelera dos 0 aos 100 km/h em 6,2 segundos, enquanto o  580 4Matic consegue fazer o mesmo em apenas 4,3 segundos. Os consumos variam também, respetivamente, entre os 20.4-15.7 kWh/100 km e os 21.8-17.4 kWh/100 km. 

No que diz respeito às baterias, estas terão capacidades de 90 kWh ou de 107,8 kWh, com o tempo de carregamento da mais potente em postos rápidos com corrente contínua (DC) com suporte a 200 kW a ficar pelos 31 minutos. Por outro lado, bastam 15 minutos para o EQS 450+ carregar para uma autonomia de até 300 km; com o mesmo tempo de carregamento, o 580 4 Matic permite autonomia de até 280 km. 

Quanto a dimensões, o novo Mercedes EQS mede 5.216 mm de comprimento, 1.926 mm de largura e 1.512 de altura, com uma bagageira com capacidade de carga entre os 610 e os 1.770 litros. Este modelo é equipado com uma gama de jantes entre as 19 e as 22 polegadas e as rodas direcionais no eixo traseiro com um ângulo de viragem de 4.5º são uma característica de série. A vectorização de binário só está disponível no 580 4Matic, que também pesa mais 105 kg (2.585 kg no total). 

Foi também anunciado que na Europa, os compradores do Mercedes EQS terão direito a um ano de carregamento grátis na rede Ionity 

A Mercedes-Benz explica ainda que no âmbito da sua iniciativa “Ambition 2039″, trabalha no sentido de oferecer um portfolio de novos modelos de veículos neutros em emissões de carbono em menos de 20 anos. Já em 2030, a empresa pretende que mais de 50 % dos veículos ligeiros de passageiros vendidos sejam modelos equipados com cadeias cinemáticas elétricas. Em vários domínios, a Mercedes-Benz já pensa hoje no futuro e o novo EQS foi projetado para ser correspondentemente sustentável. A produção dos veículos é neutra em emissões de CO2, enquanto os materiais utilizados, como os tapetes do piso fabricados em fio reciclado, permitem poupar os recursos naturais do planeta. Isto deve-se ao facto de a Mercedes-Benz considerar toda a cadeia de valor, desde o desenvolvimento e a rede de fornecedores até à sua própria produção. A Mercedes-Benz AG obteve a confirmação das suas próprias metas de proteção do clima pela Science Based Targets Initiative (SBTI).

Ler Mais




Notícias relacionadas
Comentários
Loading...