Carros 100% elétricos: 7 razões para comprar

Todos sabemos que a circulação de carros elétricos tem inúmeros benefícios para o meio ambiente. Mas quais as vantagens para o consumidor? Aqui estão 7 razões para considerar um veículo elétrico na sua próxima troca de carro.

 

1. O preço

Quando começaram a surgir no mercado os primeiros modelos com motorização elétrica, um dos obstáculos era o preço. Tal como acontece com qualquer nova tecnologia em fase de introdução no mercado, foi necessário chegar a um estado de maturação que permitisse um desenvolvimento da oferta de acordo com as necessidades dos clientes, bem como uma maior banalização da tecnologia e dos materiais. Neste momento, comprar um carro elétrico já não é necessariamente mais caro do que adquirir um modelo de combustão térmica. O novo Renault ZOE, por exemplo, é um modelo totalmente elétrico cujo preço começa nos 23.690 euros.  

 

2. A autonomia

Durante muito tempo a autonomia da bateria dos modelos elétricos foi um enorme obstáculo aos consumidores, que não gostavam da ideia de ter de fazer um ou dois carregamentos durante uma viagem longa. Por esse motivo, as baterias dos veículos elétricos foram alvo de grandes incrementos, de modo a aumentar a autonomia e possibilitar viagens mais longas, sem interrupções. O novo Renault ZOE é um modelo com o qual poderá fazer, sem qualquer carregamento, uma viagem de Lisboa até ao Algarve ou mesmo para destinos mais distantes.  Com uma capacidade de 52 kWh, a bateria deste modelo da Renault permite-lhe percorrer até 395 km em ciclo combinado e até 558 km em ciclo urbano WLTP.

 

3. Apoios estatais e outros

Não se sabe até quando será possível usufruir de valores de bonificação na aquisição de um veículo elétrico, o que é razão mais do que suficiente para considerar um quando precisar de trocar de carro. Por tratar-se de veículos eficientes do ponto de vista ambiental, o Governo apoia a compra de carros elétricos com a atribuição de uma bonificação de 3.000 euros. Se optar por um Renault ZOE, poderá duplicar este valor através do plano Renault ECO Abate, que dá até 3.000 euros na troca do seu carro antigo por um ZOE. Feitas as contas, no total poderá ter um apoio de 6.000 euros para comprar um veículo elétrico.

 

4. Circulação mais barata

Se comprar um elétrico, vai sentir o impacto positivo na sua carteira, não só na aquisição do veículo, mas também no seu dia-a-dia depois disso. Em primeiro lugar, não terá de pagar ao Estado o Imposto Único de Circulação (IUC), visto que em Portugal existe a isenção deste imposto a todos os carros exclusivamente elétricos (não inclui híbridos). Por outro lado, em muitos municípios portugueses o estacionamento de carros elétricos é gratuito. Em Lisboa, a Emel disponibiliza o Dístico Verde aos proprietários de carros elétrico, que só têm de pagar um emolumento de 12 euros para ficarem isentos de pagamento de estacionamento na capital. Por fim, o combustível: a eletricidade é muito mais barata do que o diesel ou a gasolina.

 

5. Mais postos de carregamento

Aquando da introdução dos veículos elétricos em Portugal, esta era outra das interrogações. Onde carregar a bateria do carro? Hoje em dia existem cerca de 2.700 postos de carregamento em Portugal, e a Renault vai reforçar esse número com 60 posições, em toda a sua rede de concessionários, em Portugal Continental e Insular, ao abrigo do plano Renault ECO Charge. Estes novos postos de carregamento estarão disponíveis para o público em geral com opções de carga acelerada (22 kW) ou carga rápida (43 kW).

 

6. Menos custos de manutenção

Ter um carro elétrico significa nunca mais ter de se preocupar com mudanças de óleo e poder fazer mais quilómetros no intervalo entre revisões. Nos automóveis elétricos os travões, os filtros, e as correias, entre outras peças, não se desgastam com tanta facilidade como num carro a combustão, o que faz reduzir ainda mais os custos de manutenção.

 

7. Zero emissões

É um argumento gigantesco e o mais conhecido, mas não poderia ficar de fora desta lista de vantagens de conduzir um veículo 100% elétrico. Estes carros simplesmente não emitem gases – nenhuns – , o que os torna a opção ideal e a tendência de futuro para a deslocação das pessoas. Numa altura em que várias cidades europeias já restringem a circulação de automóveis a combustão, um elétrico começa a ser, efetivamente, a opção acertada para quem não quer ficar apeado.



Notícias relacionadas
Comentários
Loading...