50% dos carros na Noruega já são elétricos

Em 2020 a Noruega tornou-se o primeiro país do mundo onde metade das novas matrículas correspondem a veículos elétricos. O objetivo daquele país é que em 2025 todos os novos veículos sejam de emissões zero.

Segundo o Conselho de Informação do Tráfego Rodoviário (OFV), apesar da pandemia, os carros elétricos conquistaram uma quota de mercado de 54,3% em 2020, face a 42,4% no ano transacto. As vendas aceleraram no final do ano, e só no mês de dezembro a quota de mercado dos elétricos atingiu um novo máximo de 66,7%.

Os quatro veículos mais vendido na Noruega são, hoje, elétricos – Audi e-tron, Tesla Model 3, Volkswagen ID.3 e Nissan Leaf. O quinto é o Volkswagen Golf, que tem uma versão recarregável, mas as estatísticas não distinguem os modelos consoante a motorização.

Christina Bu, secretária-geral da associação de veículos elétricos da Noruega, considera esta tendência «muito positiva» e diz que o país está «bem encaminhado para alcançar os objetivos de 2025». 

Paradoxalmente, a Noruega é o maior produtor de hidrocarboneto da Europa ocidental, mas pretende que em 2025 todas as novas matrículas correspondam a veículos elétricos. Para atingir esta meta, este país nórdico está a aplicar políticas fiscais muito atrativas. Enquanto os automóveis a diesel ou gasolina estão a ser sujeitos a agravamentos, os elétricos ficam isentos de praticamente todos os impostos, o que os torna mais competitivos no momento da compra.



Notícias relacionadas
Comentários
Loading...