Viajar está no topo das prioridades dos portugueses. Mas preferem férias perto de casa

Viajar é uma das atividades que os portugueses mais querem fazer nos próximos meses e também aquela que consideram mais terapêutica, conclui um estudo. A pandemia veio mudar as preferências dos portugueses sobre onde se sentem mais descontraídos.

As conclusões são de um estudo pedido pela maior agência de viagens online da Europa, a eDreams, para avaliar a perceção que os portugueses têm do mundo das viagens nos próximos meses, assim como os planos que já têm para os próximos tempos.

Apesar de a covid-19 ainda afetar a forma como as pessoas circulam, os avanços no processo de vacinação e o regresso gradual a uma vida mais próxima da que existia antes da pandemia estão a fazer com que viajar esteja no topo das prioridades dos portugueses.

Num cenário em que os inquiridos teriam poupado mil euros nos últimos meses, e as medidas de contenção da pandemia já tivessem sido aligeiradas, 74% respondeu que gostaria de os gastar em viagens, “o que demonstra claramente a procura acumulada por viagens causada por longos meses de restrições”, conclui o estudo.

As viagens lideram as preferências, seguidas por compras (39%), remodelações em casa (31%) e idas a restaurantes (25%).

Portugal está, aliás, acima da média global no estudo da eDreams: se entre os inquiridos portugueses, 74% investiria em viagens, a nível global esse valor desce para os 68%.

Viajar, mas para perto de casa

A esmagadora maioria dos Portugueses (80%) confirmou que vai, efetivamente, viajar nos próximos meses, se as condições sanitárias assim o permitirem.

Destes, 63% escolheram destinos próximos, à semelhança do que sucedeu em 2020, ano em que se registou uma tendência para viagens de Verão dentro do próprio país. Em 2021, os portugueses parecem continuar a preferir ficar perto de casa. Ainda assim, 11% vai aventurar-se em viagens de longa distância e 6% vai cumprir uma “viagem de sonho”.

Outra tendência assinalada pelo estudo é a associação entre as viagens e o seu bem-estar pessoal: quando questionados sobre que atividades consideravam mais terapêuticas, quase oito em cada dez Portugueses (77%) preferiram a opção “viajar pelo mundo”. Comparativamente, apenas 11% optou por “frequentar bares e restaurantes” e 7% por “fazer compras em lojas físicas”.

Ler Mais


Comentários
Loading...