Varíola dos macacos: Índia regista primeira morte em toda a Ásia

A varíola dos macacos está a disseminar-se pelo mundo e os especialistas mostram-se cada vez mais preocupados. A 23 de junho, a Organização Mundial de Saúde (OMS) decretou esse surto viral como uma emergência global de saúde pública e multiplicam-se os apelos para que haja um maior acompanhamento da evolução das infeções.

Na semana passada, Espanha relatou duas mortes por varíola dos macacos e o Brasil registou o primeiro óbito neste novo surto.

Esta segunda-feira, segundo avança a ‘Aljazeera’, foi a vez de a Ásia se juntar ao rol, com a Índia a comunicar uma morte por esse vírus, a primeira no país e também nessa região do mundo. Informações divulgadas pelo governo indiano dão conta de que a vítima é um homem de 22 anos, e que a morte ocorreu no estado de Kerala, no sudoeste da Índia.

“A pessoa chegou a Kerala no dia 21 de julho, mas só visitou um hospital a 26 de julho quando apresentava fadiga e febre”, explicou o ministro das Finanças de Kerala. Contudo, o responsável assegurou a população de que não há razões para alarme, uma vez que nenhuma das pessoas com quem teve contacto revelaram sintomas.

Por sua vez, o responsável da Saúde do mesmo estado indiano contou à imprensa local que esse homem terá testado positivo para a varíola dos macacos nos Emirados Árabes Unidos antes de ter regressado à Índia.

O governo central não quis comentar a morte, afirmando apenas que foi criada uma equipa para monitorizar os casos de infeção no país, que, de acordo com dados do Centro para Controlo e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos, terá registado quatro casos de infeção.

A varíola dos macacos já atinge 79 países e já resultou em 22.485 casos positivos de infeção, avança o CDC.

Na Europa, dados do Centro Europeu para a Prevenção de Controlo de Doenças indicam que, no dia 28 de julho, se registavam 11.001 casos de varíola dos macacos, sendo que os cincos países onde se encontram os maiores números são Espanha, Alemanha, França, Países Baixos e Portugal.

Por cá, número da Direção-Geral da Saúde (DGS) indicam que já foram identificados 633 casos positivos de infeção por varíola dos macacos.

Ler Mais


Comentários
Loading...