Ucrânia: Vídeo revela ataque da Rússia a zonas residenciais no Donbass com “bombas de vácuo”

As forças militares russas estarão a recorrer a bombas termobáricas para atacar edifícios residenciais em Donetsk, na região do Donbass, no Leste da Ucrânia.

Esta quarta-feira, a localidade de Pisky foi assolada pela queda de várias dessas bombas, conta o ‘Daily Mail’, que emitem nuvens de um aerossol inflamável antes da detonação, aumentando significativamente o impacto da explosão.

De acordo com as informações divulgadas, quando o engenho explosivo detona, a nuvem de partículas é inflamada e cria um vácuo à sua volta, criando temperaturas mais elevadas e fazendo com que os efeitos da bomba durem mais tempo comparativamente a engenhos convencionais.

Vídeos partilhados nas redes sociais online mostram os ataques a zonas residenciais alegadamente cometidos pelas tropas de Moscovo, contrariando a narrativa oficial do governo russo.

As informações surgem numa altura em que a Rússia está a lançar novas ofensivas para conquistar mais território no Leste da Ucrânia, em Donetsk, Kherson, Zaporíjia e Kharkiv.

O ‘Kyiv Post’ avançou hoje que no dia 29 de julho mais de 50 prisioneiros de guerra ucranianos capturados pelas forças russas terão morrido num ataque à prisão na região ocupada de Olenivka, em Donetsk, e afirma que a organização cívica InformNapalm acredita que tenha sido usada uma bomba termobárica.

No início de agosto, o Procurador-Geral ucraniano Andrey Kostin afirmou, sobre o ataque a Olenivk, que “as conclusões preliminares dos especialistas internacionais indicam que uma arma termobárica foi usada no ataque”.

Ler Mais



Comentários
Loading...