Suécia aprova nova lei de imigração. O que vai mudar?

A Suécia aprovou, esta quarta-feira, a nova lei de imigração. O estatuto de estadia com duração ilimitada vai ser substituído por uma autorização com residência limitada.

De acordo com o novo diploma, citado pela ‘Euronews’, quem quiser permanecer na Suécia tem de ter vivido no país pelo menos durante três anos e ser capaz de provar, entre outras coisas, que pode sustentar-se a si próprio.

Também os familiares terão direito de residência limitado, que deve ser previsto pela pessoa que resida na Suécia.

A nova lei surge numa altura em que tem crescido o apoio a partidos com ideias anti-imigração nas regiões escandinavas.

Embora esta medida tivesse sido recebida debaixo de protestos, o parlamento sueco veio confirmar uma regra temporária que tinha entrado em funcionamento em 2016, após a crise de refugiados de 2015.

Para Anna Lindblad, conselheiro especial da Agência Sueca para a Migração, esta decisão não “tornou mais difícil obter asilo na Suécia, porque estas regras são determinadas por leis da EU e tratados da ONU”, mas fez com que as autorizações de residência tivessem períodos encurtados quanto à duração de estadia.

Ler Mais




Comentários
Loading...