Santos Silva: “Não estivemos à espera do ataque para agir” em relação a Cabo Delgado

A imagem que passou para a opinião pública é que Cabo Delgado só passou a ter importância depois de haver vítimas estrangeiras: porquê?

No que diz respeito ao Governo português e a mim, não, pelo que essa alegação é inteiramente falsa. O ataque a Cabo Delgado ocorreu há cerca de um mês. Portugal e Moçambique entenderam-se em dezembro, através do Presidente da República de Moçambique e do primeiro-ministro português, para reforçar a cooperação técnico-militar entre os dois países, de forma a que Portugal contribuísse para a formação das tropas especiais moçambicanas no combate ao terrorismo. Este facto mostra que não estivemos à espera deste ataque para agir, nem no quadro europeu, nem no plano nacional.

Portugal e Moçambique entenderam-se em dezembro, através do Presidente da República de Moçambique e do primeiro-ministro português, para reforçar a cooperação técnico-militar entre os dois países, de forma a que Portugal contribuísse para a formação das tropas especiais moçambicanas no combate ao terrorismo.





Notícias relacionadas
Comentários
Loading...