Reino Unido: Príncipe André conspirou “fortemente” com Diana para afastar Carlos III do trono, revela nova biografia

Uma nova biografia sobre Camilla Parker Bowles, a atual Rainha Consorte, desvenda que o Príncipe André terá conspirado com a Princesa Diana para impedir o irmão, o atual Rei Carlos III, de ascender ao trono britânico.

A biógrafa Angela Levin escreveu a obra antes de Isabel II falecer e ainda não foi publicada, mas o ‘The Telegraph’ conseguiu ter acesso a um excerto do novo livro que deverá causar grandes desconforto no seio da Família Real.

De acordo com as informações que se conhecem agora, André, a sua ex-mulher Sarah Ferguson e Diana procuraram afastar Carlos para que o filho, o Príncipe William, pudesse ser rei.

O irmão do agora Rei Carlos III terá também pressionado a Isabel II para tentar travar o casamento do monarca com Camilla, descrevendo-a como indigna de pertencer à Família Real, relata a imprensa britânica.

A autora escreve que André, que é também Duque de Iorque, era “muito desagradável” para com Camilla e procurava assumir o lugar de Rei Regente se a Rainha morresse e William fosse coroado antes dos 18 anos.

As informações que Levin agora pretende expor ao mundo advêm de fontes internas com conhecimento das dinâmicas familiares e desvenda que “André conspirou fortemente na esperança de que Carlos não fosse tornado rei quando a sua mãe morresse”.

“Eram tempos negros e estranhos”, escreve a autora, acrescentando que “a paranoia tornava-se realidade”. Contudo, tudo indica que Isabel II não concordava com o plano de conspiradores, levando André a frequentemente ser “extremamente desagradável” para com a agora falecida monarca.

“Qualquer das formas, ele aparentemente estava furioso por não poder, de alguma forma, reinar sobre o Reino Unido”, aponta Levin, acrescentando que é pouco provável que o seu comportamento tenha sido perdoado pela família.

É contado que em 1998 foi organizada uma festa para celebrar os 50 anos de Carlos, mas que a Rainha e o Príncipe Filipe, seu marido, recusaram o convite devido à presença de Camilla, que, apesar de não ser de origem aristocrática, mantinha uma relação de alguma proximidade com a Casa Real, por intermédio do seu marido Andrew Parker Bowles.

Amigos da Rainha Consorte referem que a relação da Família Real com Camilla era, nessa altura, bastante positiva, mas que a relação com Carlos terá azedado essa dinâmica e levado à sua ostracização.

A relação entre Carlos e André há anos que é marcada por tensões e afastamento crescente e agravou-se ainda mais depois de o último ter sido envolvido no escândalo sexual associado ao milionário norte-americano Jeffrey Epstein. Esse incidente levou a Família Real a retirar todas as medalhas ao Príncipe André, algo que, avança a imprensa, terá sido fortemente influenciado pelo atual Rei Carlos III.

Angela Levin já publicou outras biografias de membros da monarquia britânica, entre elas um sobre o Príncipe Harry, em 2018, e outra sobre William e Kate, em 2015.

Ler Mais



Comentários
Loading...