Inglaterra: Covid-19 entre jovens bate todos os recordes. Incidência chega aos 1.155 casos por 100 mil habitantes

A taxa de incidência de covid-19 entre jovens na casa dos 20 anos em Inglaterra está no nível mais elevado alguma vez registado para todas as faixas etárias no país.

Entre os dias 12 e 18 de julho, foi registada uma incidência de 1.154,7 infecções por 100 mil pessoas entre as pessoas dos 20 aos 29 anos, de acordo com dados do Public Health England (PHE), citados pelo The Independent.

Este é o valor mais alto registado para qualquer faixa etária desde o início da pandemia, anunciou o mesmo organismo. “Todos desta faixa etária devem apresentar-se e receber as duas doses da vacina para garantir que tenham uma maior probabilidade de ficarem protegidos”, disse Yvonne Doyle, diretora da PHE.

A taxa de incidência mais reduzida foi registadas em pessoas com 80 anos ou mais, com uma taxa de 60,6 casos por 100 mil habitantes.

A taxa de hospitalizações continua a aumentar na Inglaterra, revelam os números do PHE. Entre 12 e 18 de julho, havia uma média de 5,88 pessoas por 100 mil habitantes admitidas no hospital com Covid, acima dos 4,55 na semana anterior. As admissões em unidades de cuidados intensivos também estão a aumentar, passando de de 0,41 pessoas para 0,51 por 100 habitantes.

Com o aumento dos contactos sociais entre a população ativa jovem, aumentaram também os contactos de risco detetados pela app do NHS (equivalente inglês ao SNS) e por isso cada vez mais pessoas são notificadas para cumprir quarentena depois de terem estado em contacto com pessoas infetadas com covid-19.

Os “pings” (som das notificações da app) estão a bater recordes depois de o país ter deixado cair todas as restrições aos contactos sociais. Na semana que terminou a 14 de julho, foram enviadas 618.903 notificações, mais 17% do que na semana anterior. Os números previstos para estas semanas após o ‘Dia da Liberdade’ são muito mais elevados.

Quando se recebe o “ping” da app, chega a ordem de isolamento por um determinado período de tempo. A notificação é enviada depois de a aplicação ter detetado que o utilizador esteve em contato próximo com alguém que testou positivo para a covid-19.

O número de pessoas a serem “pingadas” aumentou drasticamente e atingiu meio milhão na semana passada, chegando nesta semana às 600 mil. Resultado? São cada vez mais os trabalhadores a terem de faltar ao emprego e isso está já a ter impacto em vários setores e até no fornecimento dos supermercados. O secretário de estado dos Negócios, Kwasi Kwarteng, revelou hoje o Governo prepara uma lista de setores autorizados a ignorar as notificações da app, menos de 48 horas depois de o primeiro-ministro ter dito que as regras não mudavam antes de 16 de agosto.

Ler Mais




Comentários
Loading...