Preços da eletricidade cada vez mais altos com o frio a chegar em força

A eletricidade no mercado grossista atingiu esta sexta-feira o valor mais elevado de sempre (227,59 euros), mesmo à beira de um fim-de-semana em que Portugal se preparara para enfrentar temperaturas muito baixas, com vários distritos abaixo dos 5 graus e outros a sofrerem mesmo temperaturas negativas.

A chegada do frio e os aumentos do gás natural voltaram a pressionar os preços da eletricidade, que neste sábado atingem os 204,35 euros por megawatt hora (MWh), um ligeiro recuo depois de a semana ter fechado com os preços mais elevados desde que há registo, numa média diária de 227,41 euros, de acordo com dados publicados pelo Operador Ibérico do Mercado Energético (OMIE).

Recorde-se que a eletricidade continua a ser a principal fonte de energia consumida nas casas portuguesas (43,1%). Mas a despesa com eletricidade disparou na última década e correspondeu em 2020 a um gasto médio anual de 751 euros por alojamento, quando em 2010 era de 523 euros, de acordo com dados do Instituto Nacional de Estatística (INE).

De acordo com os resultados definitivos do Inquérito ao Consumo de Energia no Sector Doméstico (ICESD 2020), o consumo total foi de 5.098 ktep (quilotoneladas equivalentes de petróleo) em 2020, sendo que o consumo de energia nos veículos utilizados no transporte individual dos portugueses representou 43,8% do total por alojamento (era de 50,6% em 2010).

O consumo global de energia por alojamento foi de 1.194 tep, incluindo o consumo nos transportes (1.501 tep em 2010). A despesa global com energia por alojamento foi de 1.900 euros, incluindo a despesa com combustíveis dos transportes (1.843€ em 2010).

Ler Mais


Comentários
Loading...