Poluição: Madrid é a cidade com a maior taxa de mortalidade da Europa por emissões de dióxido de azoto

Madrid regista a maior taxa de mortalidade ligada à poluição gerada por emissões de dióxido de azoto na Europa, enquanto a cidade italiana de Brescia é a que regista um maior número de óbitos causados pela poluição gerada pela emissão de partículas finas PM 2.5, de acordo com um novo estudo do jornal “The Lancet Planetary Health”, citado pela agência Bloomberg.

De acordo com o mesmo relatório, o primeiro a avaliar a mortalidade causada pela poluição do ar em cidades europeias, cerca de 84% dos cidadãos europeus estão expostos a níveis de poluição acima das recomendações da Organização Mundial de Saúde.

O cumprimento das diretrizes da OMS pode prevenir cerca de 52.000 mortes todos os anos, conforme alerta a publicação, citada pela mesma agência.

Os números de óbitos provocados pelo dióxido de azoto e material fino, este também conhecido como PM2.5, ligados às emissões de gases poluentes, sobretudo de automóveis mais antigos e indústrias, são mais graves em cidades densamente povoadas no sul e oeste da Europa, de acordo com o Instituto de Saúde Global de Barcelona, citado pelo diário El País.





Notícias relacionadas
Comentários
Loading...