ONG bielorrussa acusa regime de Minsk de ter matado ativista

A organização não-governamental do bielorrusso Vitali Chychov, encontrado morto por enforcamento em Kiev, denunciou hoje uma “operação planeada” pelo regime de Minsk para “liquidar” uma pessoa que ajudava aqueles que fogem da repressão na Bielorrússia.

“Não há dúvidas de que esta foi uma operação planeada pelos ‘chekistas’ (termo que designa as forças de segurança de Minsk) para liquidar uma pessoa ‘verdadeiramente perigosa’ para o regime bielorrusso”, disse hoje a organização Maison Belarusian, na Ucrânia, através da rede social Telegram.

Vitali Chychov foi encontrado enforcado num parque em Kiev, disse hoje a polícia ucraniana, acrescentando ter aberto uma investigação de homicídio.

O líder da organização humanitária Casa da Bielorrússia na Ucrânia tinha sido dado como desaparecido na Ucrânia na segunda-feira, depois de ter saído de casa para fazer uma corrida.

“A polícia abriu um processo penal ao abrigo do Artigo 115 do Código Penal da Ucrânia (homicídio premeditado) e verificará todas as versões possíveis, incluindo a de homicídio apresentado como suicídio”, disse a Polícia Nacional da Ucrânia.

Ativista bielorrusso encontrado enforcado no parque de Kiev

Ler Mais


Comentários
Loading...