OE2022: Partidos políticos recebidos por Marcelo. Da esquerda à direita, saiba as reações

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, está hoje a receber em Belém os partidos com representação parlamentar, na sequência da apresentação da proposta de Orçamento do Estado para 2022. Acompanhe aqui as reações:

Rui Rio anuncia voto contra do PSD: “É um Orçamento que não tem uma estratégia de longo prazo”

O presidente do PSD, Rui Rio, anunciou hoje que vai propor à direção nacional o voto contra do partido no Orçamento do Estado para 2022. O anúncio foi feito à saída de uma audiência com o Presidente da República.

“É um Orçamento que não tem uma estratégia de longo prazo”, considerou Rui Rio, sublinhando que as negociações à esquerda fazem com que não se consiga uma “política orçamental sustentada.” O líder social-democrata considera que a política orçamental apresentada pelo Governo “não privilegia o apoio ao tecido produtivo, o apoio às empresas que é para haver mais empregos e melhores empregos.”

Rui Rio referiu-se ao problema da escalada dos preços dos combustíveis. “Qual é a resposta que este Orçamento tem à questão dos combustíveis? Rigorosamente nenhuma”, disse, depois de sublinhar que o principal fator é o peso elevado de impostos a que as tarifas estão sujeitas.

Leia mais

IL diz que negociações em curso só poderão piorar orçamento

A Iniciativa Liberal defendeu que as negociações em curso “só poderão piorar” o Orçamento do Estado, partilhando a visão do Presidente da República de que a recuperação não pode ser desperdiçada por partidos que escolhem conjuntura em vez de estratégia.

O presidente da Iniciativa Liberal e deputado único, João Cotrim Figueiredo, liderou hoje a comitiva do partido que foi recebida pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, no Palácio de Belém no âmbito das audiências a propósito do Orçamento do Estado para 2022 (OE2022).

“As negociações que ainda decorrem à esquerda só poderão ainda piorar este orçamento, um orçamento que revela bem que o PS não tem qualquer ideia de como pôr o país a crescer”, criticou, recordando que os liberais anunciaram o seu voto contra no OE2022 ainda antes da apresentação final da proposta, no momento em que conheceram as linhas gerais do documento.

De acordo com Cotrim Figueiredo, “há uma sintonia muito grande entre a Iniciativa Liberal e a posição do senhor Presidente da República quanto à preocupação sobre a natureza deste orçamento, que não privilegia o crescimento económico e não privilegia uma visão estrutural e de longo prazo do país”.

Leia mais

Chega diz que viabilização do “pior” OE por BE e PCP seria incompreensível

O presidente do Chega considerou hoje seria incompreensível que BE e PCP viabilizassem o Orçamento do Estado para 2022 (OE2022), sustentando que é “o pior” desde 2015, mas insistiu que a ameaça de crise política é uma “encenação”.

“Não se compreenderia que o Bloco e o PCP conseguissem suportar este Orçamento. Este Orçamento é, de facto, o pior desde o primeiro Governo de António Costa”, referiu André Ventura, no final de uma audiência sobre o OE2022 com o Presidente da República, no Palácio de Belém, em Lisboa.

O dirigente do Chega justificou a classificação do documento como “o pior” desde que o executivo socialista iniciou funções, por exemplo, com a acentuação do “desnível” económico-financeiro.

Leia mais

PEV avisa que orçamento como está “não tem pernas para andar”

O PEV avisou hoje que a proposta do Governo de Orçamento do Estado para 2022 (OE2022), como está, “não tem pernas para andar”, mas defendeu que ainda há tempo até à generalidade para encontrar soluções.

O deputado e dirigente do PEV José Luís Ferreira falou hoje aos jornalistas no final da audiência com o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, a propósito do OE2022.

“Aquilo que ‘Os Verdes’ consideram e transmitiram ao senhor Presidente da República foi que o orçamento, conforme está apresentado, na perspetiva de ‘Os Verdes’, não tem pernas para andar”, avisou.

Leia mais

PAN recusa “‘bluff’ político” e mantém sentido de voto em aberto

A porta-voz do PAN escusou-se a entrar no “’bluff’ político” de acenar com votos contra o Orçamento do Estado e depois viabilizar a proposta do Governo, reiterando que o sentido de voto continua em aberto.

“Eu acredito que não sejam só ameaças porque há de facto aqui uma saturação do ponto de vista daquilo que possa ser uma falta de execução de medidas e uma dificuldade até mesmo em, logo em sede de generalidade, vermos inscritas mais medidas de todo um diálogo que se arrasta há meses”, afirmou Inês Sousa Real.

No final de uma visita ao Banco de Lei Humano, na Maternidade Alfredo da Costa, em Lisboa, a líder do Pessoas-Animais-Natureza foi questionada sobre os acenos de PCP e BE de voto contra a proposta do Orçamento do Estado para 2022 (OE2022) na generalidade e a possibilidade de uma crise política caso a proposta seja rejeitada.

Leia mais

 

CDS-PP não quer orçamento “mais cozinhado à esquerda” e “ainda pior”

Francisco Rodrigues dos Santos reafirmou que o CDS-PP não quer um orçamento “mais cozinhado à esquerda” e “ainda pior” do que a proposta do executivo, considerando que António Costa não se pode queixar porque sempre sustentou a governação no BE e PCP.

“Este primeiro-ministro [António Costa] sempre sustentou a sua atividade governativa no apoio da extrema-esquerda e não se pode agora queixar de não conseguir formar os equilíbrios, os consensos necessários a aprovar os seus orçamentos”, respondeu Francisco Rodrigues dos Santos aos jornalistas no Palácio de Belém, em Lisboa, no final da audiência com o Presidente da República a propósito do Orçamento do Estado para 2022 (OE2022).

O presidente do CDS-PP manifestou preocupação com o OE2022, cujo voto contra do partido já tinha sido anunciado.

Leia mais

PCP diz que não houve avanços no sentido de viabilizar proposta

“Posso afirmar que não tem havido grande evolução” no sentido de viabilizar a proposta de OE2022, disse Jerónimo de Sousa, no final de uma audiência com o Presidente da República sobre o Orçamento, no Palácio de Belém, em Lisboa.

Leia mais

Ler Mais


Comentários
Loading...