Nicolau Santos defende ser “necessário encontrar um outro modo de financiamento” da Lusa

O presidente do Conselho de Administração da Lusa, Nicolau Santos, defendeu hoje, no parlamento, que “é necessário encontrar um outro modo de financiamento” da agência de notícias que não seja o Orçamento do Estado.

Nicolau Santos está a ser ouvido na comissão parlamentar de Cultura e Comunicação, no âmbito de um requerimento do PSD sobre as condições de funcionamento da Lusa.

“É necessário encontrar um outro modo de financiamento da agência que não o Orçamento do Estado”, afirmou o presidente, em resposta ao deputado do PSD Paulo Rios de Oliveira.

“Esta dependência [do Orçamento do Estado] acarreta normalmente um atraso significativo na aprovação dos orçamentos anuais da agência”, isto porque estes “só podem ser validados depois de ser aprovado o Orçamento do Estado” e depois de estar em vigor a Lei do enquadramento orçamental.

Nicolau Santos deu o exemplo da RTP e da agência de notícias espanhola Efe, que têm “financiamentos que são muito mais estáveis, que não dependem do orçamento diretamente e que além de serem muito estáveis, são muito mais previsíveis” e os contratos “são bastante mais alargados, o que dá mais capacidade para olhar para o futuro”.





Notícias relacionadas
Comentários
Loading...