Natal representa “um maior risco”. Governo recomenda autotestes antes das reuniões familiares

O Governo aconselha a que as famílias façam autotestes antes de se juntarem para o Natal. António Costa, que falava no seguimento da reunião do Conselho de Ministros, que decorreu esta quinta-feira, reconheceu que o Natal é um momento de encontro e que isso representa “um maior risco”, recomendando, por isso, autotestes antes das reuniões familiares.

“Temos de ter consciência que estamos a entrar numa fase de maior risco. Em primeiro lugar, porque assistimos a um aumento da pandemia no resto dos países da UE. Segundo lugar, com a aproximação do inverno, iremos ter um tempo mais frio, propício ao aumento das infeções respiratórias e que naturalmente, terá um aumento da contaminação”, começou por referir o primeiro-ministro.

Face ao agravamento da pandemia, o Governo apelou a que, em véspera de encontros, se façam autotestes para proteger “a nossa família”.

“Mais do que confiança nas normas, tenho confiança no comportamento individual de cada um”, avançou António Costa, avançando que, se as medidas forem cumpridas, será possível o “controlo” da pandemia.



Comentários
Loading...