Mulher condenada a pagar 10 mil euros a empregada doméstica por lhe ter chamado “ladra”

O Tribunal da Relação de Lisboa condenou uma mulher a pagar uma indemnização de 10 mil euros à empregada doméstica por lhe ter chamado publicamente “ladra” e “larápia”, escreve o ‘Jornal de Notícias’.

Em causa está o desaparecimento, em 2015, de 25 mil euros que a mulher tinha guardados no armário da cozinha, com medo da falência do Banco Espírito Santo. Convencida de que a autora do roubo seria a empregada doméstica, contratada um mês antes, avançou com uma queixa-crime, como explica o ‘JN’.

Mas o coletivo de juízes considerou que não há prova de que tenha sido a empregada a furtar o dinheiro e que a mulher ofendeu o “bom nome” da empregada quando a acusou junto de conhecidos, tendo também ido a gritar “ladra” e “devolva o que me roubou” junto ao local de residência da empregada.

Não aguentando a humilhação, a empregada chegou mesmo a mudar-se para casa de uma filha, temporariamente, conta ainda o ‘JN’.





Comentários
Loading...