Mísseis HIMARS chegam à Ucrânia. “O verão será quente para os ocupantes russos. E será o último para alguns deles”, avisa ministro da Defesa

O sistema de lançamento de mísseis foi prometido pelos Estados Unidos a Kiev no início do mês. Com um alcance de cerca de 80 quilómetros, o armamento poderá ajudar as forças militares ucranianas a combater a artilharia pesada russa.

Numa mensagem publicada no Twitter, o ministro da Defesa da Ucrânia, Oleksii Reznikov, escreve que “o HIMARS chegou à Ucrânia”, agradecendo ao chefe da diplomacia norte-americana Lloyd Austin. E deixou um aviso: “O verão será quente para os ocupantes russos. E será o último para alguns deles”.

Os EUA receberam garantias de Kiev de que o sistema HIMARS não será utilizado para atingir o território da Rússia, que levaria a um agravamento severo da intensidade do conflito. De acordo com a ‘Reuters’, Moscovo assegurou que iria atingir alvos na Ucrânia que “ainda não foram atingidos” se os países ocidentais fornecerem mísseis de longo alcance às forças de Kiev. Ainda assim, o alcance de 80 km dos HIMARS ficam aquém dos pedidos que a Ucrânia fez para artilharia com capacidade para atingir alvos a centenas de quilómetros de distância.

Apesar de o novo sistema de lançamento de mísseis dar à Ucrânia uma nova força na luta contra as armas russas, os EUA não acreditam que seja prevê a curto prazo já uma mudança no equilíbrio de forças no país, refere a ‘CNN’. Os analistas em Washington acreditam que a Rússia tem aprendido com os erros que cometeu nos inícios da guerra e que não voltará a subestimar a resistência ucraniana, pelo que o novo armamento poderá não criar a tão aguardada oportunidade para tornar mais próxima uma possível vitória ucraniana.

O sistema HIMARS tem capacidade para disparar seis mísseis em simultâneo, guiados por GPS, e pode ser facilmente recarregado em poucos minutos.

De acordo com a ‘CBS’, o governo norte-americano estará a considerar um novo envio de armamento para a Ucrânia, no qual se incluirão mais sistemas HIMARS, mais munições e lançadores de rockets Howitzers. Contudo, os sistemas de mísseis de longo alcance ATACMS não deverão fazer parte desse pacote, pois a sua capacidade de atingir alvos a centenas de quilómetros representaria um perigo real para a escalada das hostilidades entre Kiev e Moscovo.

Ler Mais


Comentários
Loading...