Militar de topo da Ucrânia assume responsabilidade por ataque a base aérea russa na Crimeia

O comandante das Forças Armadas ucranianas, Valeriy Zaluzhnyi, admitiu ter sido responsável por várias ordens de ataque a bases aéreas da Rússia na Ucrânia, incluindo pelo ataque que destruiu as instalações militares de Saky, na península da Crimeia, ocupada por Moscovo desde 2014.

Num artigo de opinião divulgado pela publicação ucraniana Ukrinform, Zaluzhnyi denuncia o que considera ser a estratégia da Rússia para afastar a guerra da população russa, instalando bases no território do país vizinho, e escreve sobre “os esforços bem-sucedidos das Forças Armadas da Ucrânia para transferir fisicamente as hostilidades para a Crimeia”, cita a ‘Reuters’.

“Referimo-nos a uma séria de ataques de foguetes contra as bases aéreas do inimigo na Crimeia, sobretudo, no aeródromo de Saky”, afirmou o oficial militar, explicando que foram atingidos 10 aviões russos.

Até agora, a Ucrânia nunca tinha confirmado, de forma clara e inequívoca, que tinha sido responsável pelo ataque à base russa na Crimeia, sendo este artigo de opinião a primeira confirmação oficial.

Valeriy Zaluzhnyi reconhece também a guerra poderão estender-se pelo ano de 2023. “Há todas as razões para acreditar que o conflito se prolongará para além do ano de 2022.”




loading...

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.