Matías Carnero nomeado novo membro do Conselho de Supervisão do Grupo Volkswagen

O presidente da Comissão de Negócios e Secretário-Geral da UGT da SEAT, Matías Carnero, foi nomeado membro do Conselho Fiscal do Grupo Volkswagen, com efeitos a partir de 1 de abril. Matías Carnero foi nomeado por proposta do sindicato alemão IG Metall e reconciliará esta posição com as suas responsabilidades atuais. Pela primeira vez, um representante da SEAT, e também um espanhol, fará parte deste conselho. 

 O novo membro do Conselho de Supervisão do Grupo Volkswagen juntou-se à SEAT em 1987, como operário de montagem nas instalações da Zona Franca de Barcelona e, um ano depois, foi eleito delegado sindical. Em 1999, foi eleito presidente do Comité da Empresa SEAT Martorell e, em 2003, Secretário Geral e porta-voz da UGT na SEAT. Desde 2003 é também membro do Presídium do Comité Empresarial Europeu e Global do Grupo Volkswagen. Além disso, em 2016 foi nomeado presidente da UGT Catalunya e em 2019, presidente do Comité Intercentros da SEAT. Matías Carnero mantém todas essas posições até ao momento. 

O novo administrador sublinhou que “esta nomeação é um reconhecimento aos colaboradores da SEAT S.A. e todos os homens e mulheres que trabalham na indústria automóvel em Espanha. Quero agradecer ao IG Metall por me nomear para esta posição”. Segundo Matías Carnero, “fazer parte do Conselho Fiscal dá-nos a oportunidade de participar no órgão em que são tomadas as decisões estratégicas mais relevantes do Grupo Volkswagen”.

O Conselho de Supervisão é o órgão de fiscalização de gestão do Grupo Volkswagen. Entre as suas funções, destaca-se a aprovação das decisões estratégicas mais relevantes da empresa, bem como a nomeação dos membros da Comissão de Gestão do Grupo. É composto por um total de 20 pessoas, metade das quais são representantes dos acionistas e a outra metade são representantes dos empregados eleitos pelos próprios trabalhadores, de acordo com a lei alemã de co-gestão 

Desses dez representantes, sete são colaboradores da empresa escolhidos pelos próprios trabalhadores e os outros três são representantes sindicais, eleitos pelos próprios funcionáriosMatías Carnero ocupará um desses três cargos e será o único representante internacional dos trabalhadores. 





Notícias relacionadas
Comentários
Loading...