Legislativas: 14% dos eleitores decidiu voto no próprio dia. A percentagem mais alta dos últimos 20 anos

As legislativas deste ano ficam para a história por terem a percentagem mais elevada de eleitores que só no próprio dia decidiram para quem ia o seu voto: 14%, de acordo com uma sondagem do ICS/ISCTE para a ‘SIC’/’Expresso’.

Desde 2002 – últimos 20 anos – que não havia tanta gente nesta situação, variando neste período temporal entre os 3% e os 8%, o que mostra um aumento significativo agora em 2022.

Outra das conclusões mostra que os socialistas foram quem mais beneficiou com estes votos de última hora, uma vez que 28% destes eleitores votaram no PS, seguidos por 11%, 6% no Chega, 5% no BE, 3% na CDU e 2% na Iniciativa Liberal.

Questionados sobre o grau de satisfação com a decisão tomada, a grande maioria dos inquiridos, cerca de 83%, mostrou-se muito ou bastante satisfeito. Do lado oposto, 16% diz estar insatisfeito.

O nível de satisfação é maior em quem votou na Iniciativa Liberal, PS e Chega, com mais de 90% dos eleitores a dizerem estar satisfeitos por terem escolhido estes partidos.

No que diz respeito à posição sobre uma maioria absoluta, 48% dos inquiridos diz estar pouco ou nada satisfeitos com a vitória do PS nesse regime, contra 41% que está muito ou bastante satisfeito.

Uma das últimas conclusões prende-se com o trabalho do Governo nos últimos dois anos, com a grande maioria dos inquiridos, 59%, a considerar que o desempenho foi Bom (59%). Há ainda 24% que avaliam esse desempenho como mau.

Concretamente sobre a evolução da situação económica no último ano, 27% dos inquiridos considera que a situação piorou, com 21% a referir mesmo que piorou muito. Só 19% dizem que melhorou e 29% acham que nada mudou.

Ler Mais


Comentários
Loading...