Justiça: Companhia aérea condenada a pagar maquilhagem, manicure e depilação a funcionárias

Um tribunal brasileiro condenou a Gol Linhas Aéreas, na sequência de um processo interposto pelo Ministério Público do Trabalho, a pagar despesas relacionadas com a apresentação física que exige às suas funcionárias.

Segundo o Sindicato Nacional dos Aeronautas, do Brasil, de acordo com a sentença de primeira instância, a empresa terá de fazer o pagamento das despesas relacionadas com a apresentação pessoal de cada funcionária.

A companhia foi condenada pelo tribunal a fornecer gratuitamente às suas funcionárias um conjunto de maquilhagem, bem como a pagar “procedimentos estéticos de manicure, depilação, sobrancelhas e buço”, como se pode ler no comunicado da estrutura sindical.

A empresa terá ainda de pagar uma indemnização por danos morais coletivos no valor de 500 mil reais (mais de 80 mil euros), por ter adotado políticas laborais que conduziram à discriminação de género e diminuição salarial feminina.



Comentários
Loading...