Itália: Pai de Giorgia Meloni condenado a 9 anos de prisão por tráfico de droga. Foi ‘apanhado’ com 1.500 quilos de haxixe

O pai da futura Primeira-ministra de Itália, Giorgia Meloni, vencedora das eleições legislativas italianas do passado dia 25, foi detido em setembro de 1995 num porto de Maó, na ilha espanhola de Menorca. Francesco Meloni foi condenado a uma pena de prisão de nove anos por tráfico de droga.

Relata o jornal ‘Diário de Mallorca’ que o pai da líder da extrema-direita italiana detinha um esconderijo nesse porto, onde guardava quase 1.500 quilos de haxixe, sendo uma das maiores apreensões de sempre registadas nas Baleares.

Além de Francesco, também dois filhos, irmãos de Giorgia, e um dos genros também foram acusados de tráfico de droga, mas receberam uma sentença de apenas quatro anos. Francesco tentou ilibar os seus familiares, indicando ao tribunal de Palma que eles nada sabiam das operações que conduzia, tendo assumido total responsabilidade pelo crime.

O pai de Giorgia Meloni justificou o seu envolvimento no tráfico de droga com o facto de ter perdido os seus negócios nos setores hoteleiro e imobiliário que detinha nas Canárias e que tinha contraído diversas dívidas que não conseguia pagar. Foram essas dificuldades, disse ele no julgamento de 1996, que o levaram a aceitar uma proposta de um cidadão marroquino, que lhe ofereceu a possibilidade de ganhar cinquenta milhões de pesetas (cerca de 300 mil euros), transportando droga de Marrocos para Itália.

Cumprida a pena, e já em liberdade, Francesco fez parte das listas do partido espanhol Ciudadanos en Blanco nas eleições regionais das Baleares de 2007 e 2011.




loading...

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.