Irão pede a Joe Biden para os EUA voltarem ao acordo nuclear de 2015

O Irão pediu, durante uma conferência de imprensa esta sexta-feira, a Joe Biden que “escolha um caminho melhor do que o do seu antecessor” e retorne ao acordo nuclear de 2015 entre o Teerão e outras potências globais, mas “sem novas restrições à nação iraniana”, afirmou o ministro dos Negócios Estrangeiros do país, Mohammad Javad Zarif, citado pela agência Reuters.

Donald Trump retirou-se do acordo projetado para impedir que o Irão desenvolva armamento nuclear e reforçou as sanções contra o país, numa tentativa de forçar Teerão a entrar em negociações sobre um acordo mais amplo que também abordasse o seu programa de mísseis balísticos.

Biden, que assumiu o cargo na quarta-feira, “pode ​​começar por remover todas as sanções impostas desde que Trump assumiu o cargo e procurar cumprir o acordo nuclear de 2015 sem alterar os seus termos cuidadosamente negociados”, pediu Zarif.

Em compensação, o ministro dos Negócios Estrangeiros iraniano prometeu que “o Irão iria reverter todas as medidas contra os EUA, adotadas depois da saída de Trump do acordo nuclear” e acrescentou que a “iniciativa cabe inteiramente a Washington”.

Desde que Trump abandonou o acordo nuclear em 2018, o Irão foi para lá dos limites impostos pelo tratado, estando neste momento a produzir urânio enriquecido a 20%.

Biden já prometeu que Washington vai voltar ao acordo, do qual são também são integrantes cinco membros do Conselho de Segurança da ONU e a Alemanha.





Notícias relacionadas
Comentários
Loading...