Governo aponta sobrinho de Marcelo como administrador da AICEP

Luís Rebelo de Sousa, sobrinho do Presidente da República, foi nomeado pelo Governo como administrador da Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP), depois da saída de João Paulo Dias, que assumiu a presidência da entidade.

Em despacho publicado, esta quinta-feira, em Diário da República, é dito que a “idoneidade, experiência e adequação das competências profissionais para o desempenho do cargo foram avaliadas favoravelmente pela Comissão de Recrutamento e Seleção para a Administração Pública”.

Dado “o grande volume de trabalho a cargo de cada um dos membros do conselho de administração, torna-se necessário proceder à nomeação de novo vogal executivo que possa exercer as funções daquele até ao final do mandato do órgão, ou seja até 31 de dezembro de 2022”, continua o documento.

O despacho é assinado pelos ministros da Economia, António Costa Silva, e das Finanças, Fernando Medina, e também pelo Secretário de Estado da Internacionalização, Bernardo Cruz. Este último, que tutela a AICEP, trabalhou por dois anos numa outra entidade do Estado, a Sofid, com o pai de Luís Rebelo de Sousa e irmão do Presidente da República, aponta o ‘Público’.

Licenciado em Economia pela Universidade Católica Portuguesa, Luís Rebelo de Sousa integrou a AICEP em março de 2018, como assessor do conselho de administração, e, contrariamente a Marcelo, trilhou um percurso no Partido Socialista.

O documento oficial indica que começou a carreira profissional em 2005, na PwC, tendo desempenhado também funções de assessor político e económico do Ministro da Administração Interna, Rui Pereira, durante os governos de José Sócrates.

Ler Mais



loading...
Comentários
Loading...