Filho de Bolsonaro está infetado com covid-19 depois de regressar de Nova Iorque

O deputado brasileiro Eduardo Bolsonaro, filho do presidente do Brasil, foi diagnosticado esta sexta-feira com covid-19, dois dias depois de regressar com a delegação brasileira de Nova Iorque, onde estiveram para participar na Assembleia Geral das Nações Unidas.

O deputado é o terceiro membro da delegação brasileira que esteve nos Estados Unidos a testar positivo, depois do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, e outro diplomata, avança a imprensa brasileira.

O ministro que testou positivo ainda em nova Iorque, teve de permanecer isolado no hotel. Os restantes membros, após teste negativo, puderam regressar ao Brasil.

Porém, as autoridades brasileiras colocaram em quarentena toda a comitiva, incluindo o presidente Jair Bolsonaro, por terem tido contacto próximo com o ministro.

Eduardo Bolsonaro foi o primeiro a testar positivo depois do regresso.

“Apesar do diagnóstico estou me sentindo bem e comecei a me tratar imediatamente”, escreveu o deputado no Twitter, fazendo um post mais tarde a afirmar que tomou a primeira dose da vacina Pfizer e que, não crê que isto signifique que a vacina seja inútil, mas que é “mais um argumento contra o passaporte sanitário.”

Eduardo Bolsonaro chegou a ser dado como confirmado no comício de encerramento da campanha do partido Chega, agendado para hoje em Lisboa, onde iria estar com André Ventura e Santiago Abascal, líder do partido espanhol Vox, para assinarem a Carta de Madrid, que contesta “o avanço do comunismo representa uma séria ameaça à prosperidade e ao desenvolvimento das nações.”

Bolsonaro, sem certificado de vacinação, teve de comer em pé na rua em Nova Iorque

Ler Mais


Comentários
Loading...