Desapareceram mais de 1500 idosos em apenas quatro anos em Portugal. 100 nunca foram localizados

Desapareceram mais de 1.500 idosos em Portugal e pelo menos 100 nunca chegaram a ser localizados, avança a SIC Notícias.

Perante os números alarmantes, a GNR apela ao reforço da teleassistência para prevenir estes casos. O projeto de teleassistência da guarda,  designado GNR “EGUARD”, consiste em equipas que fazem visitas aos idosos com teleassistência pelo menos uma vez por mês e estabelecem contactos para testar o equipamento ou simplesmente conversar.

Os municípios pagam uma verba mensal de 8 euros por mês por cada aparelho instalado, adianta ainda a SIC Notícias.

Um dos casos mais recentes de desaparecimento ocorreu em junho em Almendra, Vila Nova de Foz Côa, sendo que o projeto não cobre todo o distrito da Guarda e Foz Côa e tem apenas sete aparelhos instalados em casas de idosos que vivem sozinhos ou em isolamento.

De acordo com a reportagem da SIC Notícias, um idoso com pouco mais de 70 anos saiu de casa de manhã e nunca mais foi visto, tendo sido encontrado sem vida, dias depois pelas autoridades, a apenas três ou quatro quilómetros de casa.

Suspeita-se que o homem, que era portador da doença de Alzheimer, se tenha desorientado e morrido num cenário de desidratação.

Ler Mais


Comentários
Loading...