Deputados britânicos querem aumentar para 21 anos a idade mínima para comprar tabaco

Uma comissão parlamentar do Reino Unido quer fazer aprovar o aumento da idade mínima para comprar cigarros, argumentando que colocar os 21 anos como limite mínimo vai ajudar a reduzir os níveis de consumo até 2030, escreve o ‘The Independent’.

A comissão sobre saúde e tabagismo, constituída por deputados de vários partidos e membros da sociedade civil, deliberou que a idade mínima para comprar tabaco deve ser aumentada, medida que surge numa lista de ações que o grupo recomenda para travar o consumo entre crianças e jovens.

Esta comissão quer também que os fabricantes de cigarros sejam obrigados a financiar programas de combate ao tabagismo, através de um imposto especial que seria introduzido na lei para a Saúde e Apoio Social.

O relatório da comissão, cujas recomendações têm o apoio de intuições de saúde e organizações médicas, exige ao Governo britânico que se comprometa a encetar ações efetivas que façam com que fumar seja um hábito obsoleto no final desta década.

O documento sublinha ainda que existe um amplo apoio da sociedade civil para que se persiga o objetivo de acabar com o problema do tabagismo até 2030, sendo que 63% está de acordo com o aumento da idade mínima de 21 anos para comprar cigarros e 77% apoia a medida de aplicar um imposto especial aos fabricantes de cigarros para financiarem programas de prevenção e combate ao consumo de tabaco.

O relatório demonstra ainda que o tabaco já matou mais pessoas do que a Covid-19 em 2020 e 2021.





Notícias relacionadas
Comentários
Loading...