Cruzeiros voltam a Lisboa. Navio World Navigator chega hoje com 140 passageiros

O Porto de Lisboa volta esta semana a receber navios de cruzeiro. Para hoje está prevista a chegada do World Navigator com cerca de 140 passageiros.

O navio, pertencente à Mystic Cruises, faz parte da viagem inaugural de 11 dias do World Navigator, com saída de Leixões e paragens em Lisboa, Gibraltar, Formentera, Ibiza, Capri e Pireus, na Grécia, segundo um comunicado da Administração do Porto de Lisboa (APL), citado pela Presstur.

A escala na capital portuguesa está prevista para esta segunda-feira, pelas 9h, “estando previsto o embarque de perto de 30 passageiros no Terminal de Cruzeiros de Lisboa”.

O World Navigator é “o terceiro navio de cruzeiros construído em Portugal, nos estaleiros West Sea em Viana do Castelo, com 126 metros de comprimento, 19 metros de largura, 4,7 metros de calado, 9.300 toneladas de arqueação bruta, oito decks, dos quais seis para passageiros e 86 cabines”, adianta a mesma nota de imprensa.

O navio tem capacidade máxima para 200 passageiros e 117 tripulantes, e dispõe de “tecnologia inovadora de gestão de energia híbrida, maximizando a eficiência do combustível e consumindo apenas um quinto do combustível em comparação com os sistemas convencionais de navios de cruzeiro”.

Até setembro, devem fazer escala em lisboa mais 25 navios de cruzeiro, adiantou o administrador do Porto de Lisboa, Ricardo Medeiros.

“Para que isto fosse possível, foi necessário elaborar, em articulação com a LCP- Lisbon Cruise Port, um Protocolo de Segurança e Higiene juntamente com a Autoridade de Saúde, que assegura todas as condições para a retoma da operacionalidade integral do Porto de Lisboa em condições máximas de segurança, e funciona em plena articulação com os protocolos das companhias e de todas as entidades que intervêm na operação do navio”, acrescentou o responsável.

Existirão “protocolos de triagem pré-embarque e a bordo que passa por testar todos os passageiros e tripulantes antes de iniciarem viagem, durante o cruzeiro e/ou antes do desembarque, e sempre que houver alguma suspeita a bordo, e por verificar diariamente a temperatura e rastrear os sintomas”.

Além disso, para garantir o distanciamento social, vai ser reduzida substancialmente a capacidade de passageiros a bordo”. Haverá ainda “reforço das medidas de saneamento, nomeadamente dos protocolos de limpeza” e dos “recursos médicos a bordo com a modernização dos centros médicos e reforço da equipa médica.” As excursões serão realizadas “em sistema de bolha, ou seja, apenas autorizam a saída a terra a passageiros e tripulantes que saiam numa excursão organizada e/ou controlada pelo navio”.

Ler Mais


Comentários
Loading...