Cristiano Ronaldo já destruiu a polémica marquise em Lisboa

A marquise do apartamento de luxo de Cristiano Ronaldo, em Lisboa, foi hoje destruída, como mandava a ordem da Câmara Municipal de Lisboa, avança a TVI.

O jogador optou por eliminar a estrutura adicionada ao projeto inicialmente aprovado pela autarquia, em vez de pedir o seu licenciamento, explica ainda o mesmo canal.

O jogador foi notificado pela autarquia a 21 de julho, após uma vistoria por parte da Divisão de Fiscalização da Câmara.

O arquitecto que desenhou o edifício também contestou a construção da estrutura: “Comprou um apartamento no edifício Castilho 203, cuja arquitectura foi desenhada pela ARX, atelier que fundei com o meu irmão Nuno em 1991 e que baseia o seu trabalho, tal como CR7, numa dedicação extrema, níveis de exigência altíssimos, trabalho diário duríssimo”, escreveu José Mateus.

“Assistir ao desrespeito e à conspurcação de forma ignóbil do nosso trabalho, da nossa arquitectura, sem ter cumulativamente a anuência dos arquitectos, dos vizinhos e sem projecto aprovado pela CML, construindo à bela “maneira antiga” uma marquise no coroamento do edifício, é algo a que não vou assistir parado”, denunciou o arquiteto.



Comentários
Loading...