Covid-19: Reino Unido vai começar a distribuir o comprimido da Pfizer a 10 de fevereiro

O Reino Unido vai começar a distribuição do novo comprimido da Pfizer contra a Covid-19 para pessoas vulneráveis – incluindo pessoas imunocomprometidas, pacientes com cancro e portadores de síndrome de Down – a partir do próximo mês, mais concretamente a 10 de fevereiro, segundo anunciou o Ministério da Saúde esta sexta-feira, com o objetivo de ajudar no tratamento de pessoas com sistemas imunológicos comprometidos, para as quais a vacina pode ser menos eficiente.

O tratamento antiviral da Pfizer, o Paxlovid, uma combinação da pílula da Pfizer com um antiviral mais antigo chamado ritonavir, será disponibilizado a milhares de pessoas. “É uma notícia fantástica a chegada deste novo tratamento, o último medicamento de vanguarda que o NHS (National Health Service) irá distribuir através de novas unidades de entregas de medicamentos e estará disponível para ajudar aqueles com mais risco diante da Covid-19”, afirmou o diretor médico do NHS, Stephen Powis.

“Os estudos mostraram que pode reduzir a hospitalização e o risco de morte em 88%, o que significa que estaremos numa melhor posição para salvar milhares de vidas”, apontou.

O Reino Unido encomendou 2,75 milhões de tratamentos com o Paxlovid, e o Governo esclareceu que irá estabelecer os detalhes adicionais sobre o acesso ao medicamento em breve. É o segundo medicamento antiviral adotado no Reino Unido após o molnupravir, um medicamento fabricado pela MSD e pela Ridgeback Biotherapeutics, que está a ser entregue a pacientes pelo estudo Panoramic.



Comentários
Loading...