Covid-19: Pfizer submeteu pedido formal à Agência Europeia do Medicamento para vacina em crianças dos 5 aos 11 anos

A Pfizer anunciou esta sexta-feira que formalizou o pedido de autorização à Agência Europeia do Medicamento (EMA) para comercializar a vacina contra a Covid-19 para crianças dos 5 aos 11 anos.

Se a EMA der luz verde à vacina, é a primeira oportunidade para os países europeus imunizares as crianças abaixo dos 12 anos.

No dia 7, a farmacêutica formalizou o mesmo pedido à entidade reguladora do medicamento dos Estados Unidos, a Food and Drug Administration (FDA).

Dose mais reduzida para crianças

No ensaio clínico da Pfizer e da BioNTech com mais de 2.200 crianças entre os 5 e os 11 anos, a vacina COVID-19 foi administrada em duas doses, mas as doses têm um terço da quantidade da substância administrada a adultos.

Os resultados do ensaio clínico demonstraram que a resposta de anticorpos em crianças com esta dose foi tão forte quanto a dos adultos com vacinação completa.

A farmacêutica garante que a vacina produziu efeitos colaterais mínimos e os registados foram semelhantes aos experimentados por adultos e crianças mais velhas.

O foco da vacina é o sistema imunitário das crianças

As crianças têm sistemas imunológicos diferentes dos adultos e isso explica por que os limites para elegibilidade para a vacina dependem da idade e não da altura e do peso.

Ler Mais


Comentários
Loading...